DGArtes - Agenda Online

Header Gestão Electrónica de Concursos

Acessibilidade


imprimir

"L-o-v-e", um solo de Paula Diogo, para ver de 15 a 18 de julho, no espaço Negócio da Galeria ZDB, em Lisboa

O projeto "L-O-V-E" de Paula Diogo, desenvolvido em cocriação com Alfredo Martins, é um solo que tem como ponto de partida o livro "Fragmentos do Discurso Amoroso" de Roland Barthes. A performance integra a programação do Espaço "Negócio" da Associação Zé dos Bois, em Lisboa, e pode ser vista de 15 a 18 de julho.

SINOPSE

Por Paula Diogo

Roubámos o título de uma canção imortalizada por Nat King Cole para falar de amor. O Amor é um dos temas mais abordados na Arte de todos os tempos. Na literatura, em particular, foram vários os autores que o exploraram, sobre os mais diversos aspectos. Na actualidade, o Amor passou a ser banalizado e marginalizado. Numa sociedade contemporânea de consumo imediato, a palavra passou a ser proscrita e foi encerrada no domínio da música pop e da telenovela e associada a estados emocionais adolescentes e ligeiros, como se fosse considerada um pensamento "de segunda" e não passível de ser sujeita a uma reflexão e análise profundas. Com este projecto, pretendemos recuperar a palavra (e o sentido) e colocá-la no centro da nossa reflexão. Entre a análise do estado e a elaboração do discurso, problematizar sobre o Amor é também problematizar sobre a questão da linguagem. Sobre as questões do desejo e da vontade associadas desde sempre ao acto criativo.

"É pois um apaixonado que fala e diz:"
Em L-O-V-E, todo o discurso se desenvolve numa zona de fronteira, num limbo de onde partem fragmentos, ecos de palavras. Algumas criaturas deixam esse limbo em direcção ao Paraíso, outras em direcção ao Inferno. Outras ainda permanecem encastradas neste espaço de fronteira. O Amor avassalador de Paolo e Francesca (Dante) que condena ao Inferno; aquele que pode salvar o ser amado e o que obriga Orfeu a uma prova desesperada; o Inferno do abandono vivido por Dido; a chama impetuosa e consumida num ápice que condena Romeu e Julieta; e aquele jamais consumado de Werther; mas também o Amor lançado numa vontade de emancipação que dá vida a Madame Bovary; aquele que alimenta o valor na batalha e leva Orlando à loucura. Na expetativa de articular um "discurso amoroso" usamos as mesmas ferramentas de Barthes e cruzamos pedaços de origens diversas, tentando fugir à tentação de um sentido.
O formato final será a criação de uma banda-sonora para aquilo que é a tentativa de verbalização de um sentimento.

FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA

Um projeto de Paula Diogo
Desenvolvido em cocriação com Alfredo Martins
Interpretado por Paula Diogo
Espaço cénico de F. Ribeiro
Desenho de luz de Daniel Worm
Música de Gui Garrido
Apoio à dramaturgia de Linda Dalis

LOCAIS, DATAS E HORÁRIOS DE APRESENTAÇÃO

15 a 18 de julho de 2015
Espaço NEGÓCIO da ZDB
Rua de O Século,
no 9 porta 5
1200-116 Lisboa
zdb@zedosbois.org
http://www.zedosbois.org

BILHETEIRA

Preço dos bilhetes: 7,5 Euros (descontos para estudantes em grupo: 5 Euros)
Contactos: reservas@zedosbois.org ou +351 213 430 205
Horário de abertura: 21h00

IMAGEM

Créditos: DR

CONTACTOS

ZDB
Rua da Barroca, no 59
1200-049 Lisboa
T. + 351 213 430 205
E. reservas@zedosbois.org / zdb@zedosbois.org

NEGÓCIO
Rua de O Século, n.º 9 porta 5
T. +351 213 430 205
E. reservas@zedosbois.org










Local:
ZDB, Lisboa

Data de início:
15 de Julho de 2015

Data do fim:
18 de Julho de 2015

Ficha técnica:



Calendário

 Abril | Maio | Junho 

D S T Q Q S S
      
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
     

Pesquisa


Login

Brevemente disponível

Newsletter

Brevemente disponível


Rodapé

© Direção-Geral das Artes, todos direitos reservados.

  • Logo Ministério da Cultura
  • Logo Instituto das Arates
  • Logo Programa Operacional da Cultura
  • Bandeira da União Europeia
  • Símbolo de conformidade nível AA das Directrizes de Acessibilidade Web
  • Símbolo de Acessibilidade à Web[D]