DGArtes - Agenda Online

Header Gestão Electrónica de Concursos

Acessibilidade


imprimir

"Ay Carmela" de José Sanchis Sinisterra | Teatro das Beiras

No âmbito das actividades integradas na Cultura Politécnica, para o IIº Trimestre de 2010, organizadas pelo Instituto Politécnico de Castelo Branco, o Teatro das Beiras apresenta o espectáculo "Ay Carmela!", encenação de Gil Salgueiro Nave e interpretação de Fernando Landeira e Sónia Botelho. "Ay, Carmela!", é hoje um texto teatral que ganhou foros de referência obrigatória quando tratamos de abordar a criação dramatúrgica dos finais do Séc. XX. Com edições traduzidas para inúmeros idiomas (alemão, francês, grego, inglês, sueco, turco, entre outros), este texto tem dado origem a um conjunto indistinto de criações teatrais um pouco por todo o mundo.

Situando a acção num contexto de confronto de carácter político e ideológico, num momento particularmente difícil para a história da humanidade, "Ay, Carmela!", propõe-nos uma reflexão sobre questões e temas absolutamente intemporais.

A condição da arte e dos seus protagonistas perante as circunstâncias envolventes do poder. A ética dos valores não discricionários, a cultura democrática das sociedades contemporâneas, os movimentos sociais, têm em "Ay, Carmela!", um desafio à memória como exercício de fecunda aprendizagem.

Perdidos numa noite de nevoeiro e fome, dois anónimos "artistas de variedades", caem em território "inimigo". Aí, em troca da "liberdade", são obrigados a apresentar o seu espectáculo às tropas vencedoras e aos prisioneiros vencidos. Que fazer à representação para "sobreviver" em tão díspar plateia "Como resistir ou ceder sem abalar a dignidade"

José Sanchis Sinisterra na indagação pelos territórios obscuros da teatralidade, dos seus limites e fronteiras, organiza um "material cénico" desafiador da sensibilidade e inteligência dos espectadores.

Peça para maiores de 16 anos.
Duração: 135 minutos com intervalo

| FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA |

Encenação e tradução: Gil Salgueiro Nave
Interpretação: Fernando Landeira e Sónia Botelho Cenografia e Figurinos: Luís Mouro
Desenho de Luz: Vasco Mósa
Sonoplastia: Helder Filipe Gonçalves

Estrutura Financiada pelo Ministério da Cultura/Direcção-Geral das Artes

Local:
Cine Teatro Avenida | Castelo Branco

Data de início:
12 de Maio de 2010

Data do fim:
12 de Maio de 2010

Ficha técnica:



Calendário

 Abril | Maio | Junho 

D S T Q Q S S
      
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
     

Pesquisa


Login

Brevemente disponível

Newsletter

Brevemente disponível


Rodapé

© Direção-Geral das Artes, todos direitos reservados.

  • Logo Ministério da Cultura
  • Logo Instituto das Arates
  • Logo Programa Operacional da Cultura
  • Bandeira da União Europeia
  • Símbolo de conformidade nível AA das Directrizes de Acessibilidade Web
  • Símbolo de Acessibilidade à Web[D]